segunda-feira, 17 de novembro de 2014

AMIGOS DE SÉRGIO E TRILHEIROS DA CAATINGA NO CABUGI


Sábado, 16/11/2014, os Trilheiros da Caatinga guiaram um grupo de amigos evangélicos vindos de Mossoró. A trilha foi marcada pelo gente boa Sérgio, que é Presbítero da turma que é muito brincalhona por sinal. Depois de nos encontrarmos lá em Luiz, passamos algumas orientações e seguimos rumo ao topo do Cabugi. Depois de algumas paradas estratégicas e traçado uma rota para transpormos a parte das rochas com segurança, atingimos o ponto mais alto da Região Central 2 horas após o início da caminhada.
Durante a trilha e lá no topo conversamos bastante sobre diversas coisas, entre elas: História, Geografia, Velho Testamento, antigas civilizações, Reforma protestante, mundo atual, inclusive assuntos relacionado a outras trilhas que temos por aqui, como o Túnel e a Casa de Pedra, Pinturas rupestres em um cânion, Serra do Feiticeiro, entre outras.
Informações:

Percurso: 2,2 Km, 590 metros de altitude, à 7 Km de Lajes mas pertencente à Angicos
 
Melohr horário de subida: entre 05:00 e 06:00 horas da manhã

Contato dos Trilheiros da Caatinga (84)
Cícero: 96035473          Eudes: 96001659

Email: trilheirosdacaatinga@gmail.com

Mais fotos em nossa Fã Page: https://www.facebook.com/pages/Trilheiros-da-Caatinga/457875534233126?fref=ts
 
Saindo da casa de Luiz em direção ao Pico do Cabugi

Esse ponto exige cautela devido o risco de rolar rochas, então colocamos as pessoas em fila horizontal. Depois de passarmos essa parte, agrupamos novamente em uma fila vertical, onde a direção das rochas que possam rolar tomam o sentido lateral.
Chegando no topo a sensação é incrível: vista de 360°, observação da gografia local, serras ao horizonte e, dependendo da qualidade do tempo vemos até a costa litorânea da região de Macau, Guamaré e Dunas do Rosado.
 
Ao retornarmos continuamos com a mesma cautela: hora agrupando em fila vertical, hora em horizontal, dependendo de onde estejamos ou se tem outro grupo na trilha.

 
Chegando em Luiz, após uma 1:30 horas descendo, o pessoal pode optar por água de coco, mineral cerveja, refrigerante e almoço delicioso acompanhado de carne bovina, de carneiro, peixe, linguiça, galinha, guiné e camarão. Nessa trilha em especial, como descemos cedo e devido a orientação religiosa da turma, ficaram apenas na água de coco e manga tirada no pé.

Nenhum comentário:

Postar um comentário